Ultrassonografia na reprodução bovina: você conhece suas aplicações?

A utilização da ultrassonografia na reprodução bovina está se tornando uma realidade cada vez mais comum entre produtores que investem na melhoria na produção do rebanho. Sendo assim, o ultrassom veterinário para o manejo do gado facilita uma série de procedimentos. Com isso, permite que produtores que buscam excelência na bovinocultura, tenham melhores resultados.

Isso é importante pois, a bovinocultura, tanto de corte como de leite, é uma das áreas mais rentáveis e, ao mesmo tempo, competitivas do agronegócio brasileiro. Dessa forma, quem quer produzir com alta lucratividade, precisa estar atento às novas tecnologias de reprodução.

Tendo isso em vista, neste artigo, vamos abordar a importância da ultrassonografia na reprodução bovina. E mais do que isso, explicar as suas principais aplicações Confira:

Importância da ultrassonografia na reprodução bovina

A ultrassonografia veterinária é uma das principais formas de se obter diagnóstico. A técnica é utilizada por médicos veterinários por ser um exame moderno, preciso e pouco invasivo. Ou seja, é bom para o animal, que não precisa passar por estresse. E é bom também para o profissional, que pode obter uma avaliação completa de forma ágil.

Por essa razão, é cada vez mais comum a utilização do ultrassom veterinário na reprodução bovina. Sem contar que esta tecnologia representa um grande avanço que contribui para todas as etapas do manejo reprodutivo. Isso sem falar que auxilia no controle mais efetivo da taxa de prenhez e natalidade.

Inegavelmente, a aplicação da ultrassonografia na reprodução bovina é eficiente tanto na avaliação do macho, quanto da fêmea. Isso acontece pois o ultrassom veterinário tem o seu funcionamento baseado na produção de ondas sonoras de alta frequência. Ou seja, elas se propagam pelos tecidos. Dessa forma, o eco das ondas formam imagens de alta resolução, capazes de demonstrar características de diversas estruturas no corpo do animal.

De uma forma geral, podemos dizer que o ultrassom veterinário reúne atributos técnicos suficientes para avaliar todo o sistema reprodutivo e diagnosticar a gestação de forma precoce. Assim, é possível ao médico veterinário adotar os cuidados necessários para garantir maior taxa de prenhez e de natalidade para o rebanho.  

Aplicações do ultrassom no manejo reprodutivo

A aplicação da ultrassonografia na reprodução bovina representa um grande avanço na produção e ganho em eficiência. Com essa técnica é possível revelar estruturas imperceptíveis a olho nu ( e a outras técnicas de exames menos precisas) e a estrutura interna dos órgãos reprodutivos. Para saber mais, confira cada uma de suas aplicações a seguir!  

Avaliação ginecológica

A avaliação ginecológica nas fêmeas é importante para identificação de patologias no trato reprodutivo e também para avaliar o período do ciclo estral no qual ela se encontra. Com essa tecnologia é possível observar as condições uterinas, a presença de secreções ou até mesmo de problemas de saúde, como a piometra.

Já nos ovários, a ultrassonografia permite avaliar a dinâmica do desenvolvimento folicular. Outra estrutura avaliada é o corpo lúteo, que é detectável em um ou dois dias depois da ovulação. Isso é importante para determinar com certeza qual o melhor momento de realizar a monta natural ou a inseminação.

Diagnóstico de gestação

A realização do diagnóstico de gestação por meio da ultrassonografia é uma de suas aplicações mais comuns pois fornece resultados rápidos, seguros e não lesivos ao feto ou à mãe.

Aliás, é o método mais indicado para verificar gestação e permite uma avaliação precoce, a partir do 17º dia por meio da detecção da vesícula embrionária. Do mesmo modo, a partir do 28º, é possível identificar o embrião na maioria das vacas se não houver indício de perda da gestação.

Sexagem fetal

A realização da sexagem fetal tem sido bastante utilizada no manejo reprodutivo de bovinos. A identificação do sexo do embrião é útil principalmente para comercialização de fêmeas receptoras com prenhez de um determinado sexo.

É possível observar estruturas definidoras do sexo na linha média entre os membros posteriores a partir de, mais ou menos, o 50º dia de gestação. No entanto, somente depois do 55º é possível enxergar com clareza a diferenciação.

Aspiração folicular

Outra forma de usar o aparelho de ultrassom na reprodução bovina é na aspiração folicular. Neste caso, guia a aspiração de oócitos que serão usados para a produção de embriões in vitro.

É importante destacar que é um tipo de procedimento que requer muita habilidade do profissional responsável. É fundamental saber fazer o procedimento para evitar lesões nos órgãos genitais, sobretudo os ovários.

Exame andrológico

O exame andrológico consiste em um conjunto de procedimentos que visa identificar se a fertilidade do touro está adequada. Uma das etapas desta análise consiste em utilizar o aparelho de ultrassom para observar as condições do sistema reprodutivo do macho.

Tal exame é importante pois pode identificar o problema e evitar que um macho que não apresente as condições adequadas realize a monta, perdendo o período fértil da fêmea..

Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF)

A inseminação artificial em tempo fixo (IATF) é um procedimento que tem como objetivo superar as deficiências da inseminação artificial padrão que costumam apresentar falhas na identificação do cio e a dificuldade de atingir fêmeas em anestro, ou seja, período em que não há atividade sexual e nem manifestação do cio.

Com isso, o ultrassom veterinário contribui, então, para avaliação e monitoramento do período fértil. Posteriormente para a verificação do sucesso da gestação.

Função Doppler na reprodução bovina

O doppler é um grande aliado na reprodução bovina. Na avaliação reprodutiva, o equipamento é capaz de identificar de forma precoce a gestação. Mais do que isso, permite estimular a funcionalidade do corpo lúteo e na seleção de fêmeas receptoras.

Outra utilidade do ultrassom veterinário com doppler é realizar uma avaliação testicular para observar o aparecimento de doenças inflamatórias ou neoplásicas, que podem causar infertilidade.

Não podemos deixar de citar ainda a sua utilidade no acompanhamento gestacional do animal.  Com o aparelho é possível monitorar o desenvolvimento fetal e algumas possíveis malformações. Tudo isso sem nenhum efeito colateral para o feto!

Como vimos, a ultrassonografia na reprodução bovina é um grande avanço para a pecuária de corte e de leite. Portanto, são muitas vantagens que fazem do ultrassom veterinário um equipamento essencial na vida de produtores e médicos veterinários.

Por essa razão,  profissionais que desejam se destacar na área e obter melhores resultados precisam se especializar na área e adquirir um aparelho de ultrassom. Além de ser um diferencial de mercado, o investimento refletirá em mais oportunidades de trabalho, melhorando os rendimentos.

Ainda está em dúvida sobre as vantagens da ultrassonografia veterinária? Entre em contato conosco que conversamos sobre os melhores modelos de acordo com a sua necessidade!

E se você quiser se tornar um especialista em reprodução bovina, conheça o Cenva Pós-graduação: um novo conceito em capacitação em medicina veterinária. Clique no banner abaixo para saber mais!

Pós-graduação em reprodução e produção bovina

Fonte: Revista Veterinária